Quer amplificar sua estratégia de SEO? A pesquisa por voz é um ótimo caminho

Por Roberto Marcio

Para otimizar a experiência dos usuários que realizam buscas pela internet, a pesquisa por voz parece ganhar espaço a cada dia. Segundo o Google, essa ferramenta tem sido um dos mecanismos mais utilizados por aqueles que buscam desde pequenas expressões até as mais complexas, o que a transforma em uma peça importante para o marketing digital, sobretudo para aquelas empresas que, através do SEO (Search Engine Optimization), desejam estar no topo da preferência dos internautas. 

Recentemente, o assunto pesquisa de voz virou um tema de intermináveis artigos escritos por especialistas na área do marketing digital, que ressaltam a plataforma como um verdadeiro salto aos que almejam o topo da classificação do Google. E as novas tendências de comportamento dos consumidores, graças aos recursos tecnológicos, estão fazendo crescer uma demanda diferente nas empresas.




Mecanismos de busca do Google já perceberam esse movimento e já não escondem que a pesquisa por voz tem sido cada vez mais usada pelos internautas.

O pontapé inicial para essa transformação está ligada a ciência do comportamento. A mudança de atitude da sociedade faz criar necessidades e tendências que empurrar para cima ou para baixo formas tecnológicas de se comunicarem ou resolver problemas do cotidiano, sendo assim, em meio a correria e falta de tempo, as pesquisas por comando de voz oferecem agilidade para buscas, principalmente através dos smartphones, tecnologia amplamente utilizada por todos nós. Através dessa modalidade de pesquisa, realizamos buscas sem precisarmos parar o que estamos fazendo. Ou seja, nos próximos anos, o comando “Ok Google” será um grande aliado!

Mas para que serve a pesquisa por voz e como isso impacta no SEO?

Como dissemos, a sociedade tem se adaptado às exigências do cotidiano em todos os sentidos: desde a hora que você acorda até dormir, os compromissos diários muitas vezes consomem todo o tempo e são muitos. Portanto, otimizar seu tempo é imperativo para que se cumpra a agenda do dia. 

A pesquisa por voz se tornou um mecanismo rápido, lembrando que, atualmente, muitas decisões são resolvidas pelos áudios de aplicativos como whatsappGoogle, Telegram e tantos outros serviços tecnológicos.

Pesquisas realizadas pela ComScore estimam que até o final de 2020 mais da metade das buscas na internet será realizada por voz, o que reforça a necessidade de adaptarmos estratégias de SEO

De acordo com uma das personalidades mais conhecidas sobre o assunto no mundo, Neil Patel, “as mudanças não invalidam a otimização convencional para buscas em texto. Na realidade, servem para aprimorá-las ainda mais. Tudo isso contribuirá para que sua estratégia de SEO tenha mais qualidade e agregue melhores resultados”. Ou seja, uma coisa não acaba com a outra, porém traz elementos para promover uma mudança que será benéfica para todos.

Essa tendência também está no radar das empresas que investem em SEO e Google Analytics. Considerando o movimento crescente das pesquisas por voz, sua estratégia de SEO precisa se adaptar ao novo cenário. 

Ok, mas como faço para melhorar meu ranqueamento?

Vários assistentes de voz estão sendo desenvolvidos e constantemente aperfeiçoados, como Alexa, Cortana, Siri, Google Assistant. Cada vez mais, a busca pela preferência dos clientes passa necessariamente pelo caminho da praticidade. Precisamos ser simples, mas objetivos para cativar o público.

De acordo com a Primesoft, essas são algumas características para otimizar o SEO de seu site, observando as boas práticas para ranqueamento em pesquisas por comando de voz: 

– Velocidade de carregamento: Quando uma página demora muito para carregar, a tendência é que a abandonemos antes mesmo de ver o conteúdo. A velocidade de carregamento é fundamental para tornar a navegação em seu site mais rápida e tem papel importante quando se trata de pesquisa por voz;

– Uso de HTTPS: O Google dá preferência para sites com certificado digital habilitado (HTTPS). Em relação às pesquisas por comando de voz, trata-se de um pré-requisito. Além do ranqueamento, habilitar o HTTPS no site de sua empresa ajudará na segurança e confiabilidade;

– Escrita objetiva: Respostas curtas e objetivas são as preferidas do Google. As pesquisas por voz costumam ter no máximo 29 palavras (em inglês). Então, nada de enrolação;

– Linguagem simples: Conteúdos simples e fáceis de ler são melhores quando se trata de SEO para pesquisa por voz;

– Perguntas e respostas: Procure inserir perguntas ao longo do texto, e claro, as respostas. Trabalhe seu conteúdo pensando em como os usuários irão realizar a pesquisa. 

Saiba mais:
https://www.waynext.com/waytrends/pesquisa-por-voz-na-otimizacao-para-motores-de-busca-seo/
https://planejadorweb.com.br/pesquisa-por-voz/
https://www.idealmarketing.com.br/blog/pesquisa-por-voz/