Como um RH digital pode contribuir para uma boa equipe de trabalho

Por Roberto Marcio

As empresas têm recorrido cada vez mais às tecnologias para produzirem soluções que atendam às demandas de vendas. Contudo, estas mesmas saídas encontradas no que há de mais moderno no marketing digital podem ser insuficientes para responder aos desafios impostos numa corporação, pois a mesma que te dá opções para melhorar seus negócios necessitam ter também um olhar interno. Sim, sem uma boa equipe de trabalho as ferramentas são pouco úteis e para ter esse olhar para escolher os mais capacitados é necessário ter um departamento de recursos humanos moderno. Os talentos estão aí para fazerem a diferença. Portanto, aliar a engenharia científica com um olhar humanizado pode formar um time capacitado para dar resultados eficientes.

Com a pandemia do coronavírus, muitas empresas adotaram o home office como alternativa para manter a produção em dia. Só que é necessário ter um acompanhamento daquilo que os funcionários fazem no conforto do seu lar e quem está a frente disso é o departamento de RH, que monitora essas atividades e dá o respaldo às empresas para assegurar um fluxo contínuo de atividades. Neste período inclusive, surgiram soluções tecnológicas aliadas ao olhar humano, para que a produtividade se mantenha dentro dos níveis esperados e planejados, buscando atingir metas definidas.

Podemos citar como um exemplo de inovação na área de RH o onboarding digital. Ele é o processo de integração de um novo colaborador dentro das rotinas da empresa, porém usando ferramentas 100% digitais. Esse modelo tornou-se muito importante durante a pandemia do novo coronavírus, que levou muitas empresas a adotarem o modelo de trabalho home office para cumprir o distanciamento social.

Toda a jornada do colaborador, desde as entrevistas até o desligamento, sofreu grandes alterações e exigiu uma rápida mudança de processos, ferramentas e uma grande flexibilidade por parte de empresas mais tradicionais para se adaptarem ao novo modelo de trabalho. Dentre todas as etapas da jornada do colaborador online, a mais importante é a integração do novo funcionário: transmitir os valores de cultura, alinhar as expectativas, cumprir os períodos de aprendizagem e fazer a integração na equipe remotamente pode ser mais complicado do que presencialmente.

Do processo de admissão a formação de um time de colaboradores eficientes

Ao contratar um novo funcionário, as empresas precisam fazer os processos legais pertinentes para que ambas as partes estejam em conformidade com a lei antes de iniciar o trabalho. O processo de admissão envolve: o envio e armazenamento de documentação, assinatura de contrato, entrega do exame admissional, entre outros trâmites burocráticos. No modelo online, é importante que você tenha uma ferramenta adequada para gerenciar todo o processo. O employee experience começa muito antes do primeiro dia de trabalho, ele deve percorrer toda a jornada do colaborador desde a candidatura até seu desligamento. Ter uma comunicação clara, constante e as ferramentas necessárias é essencial para o sucesso dessa jornada tanto para o funcionário quanto para a empresa.

Após finalizar a parte legal do processo de admissão online o novo colaborador está pronto para começar a trabalhar. Mas antes do seu primeiro dia, é importante que ele já tenha sua conta de e-mail cadastrada, assim como seu computador, mouse, fone de ouvido, cadeira e demais itens que forem necessários para que ele faça suas atividades.

Dito isto, além do feedback coletado ao final do onboarding digital, é importante que você faça os famosos checkpoints. São reuniões de feedback para o acompanhamento da adaptação do novo colaborador, que podem acontecer a cada 15 dias ou uma vez por mês nos primeiros três meses. Ok, nesta etapa superada, vamos compreender melhor o quão importante é possuir bons colaboradores para que a empresa obtenha os resultados desejáveis.

O recrutamento pode ser a distância e ter os melhores na sua equipe representa resultados previsíveis dentro de um contexto de distanciamento social. São os colaboradores que, por exemplo, saberão “ler” e interpretar uma série de dados analisados sobre uma determinada empresa, seja ela qual for no cenário econômico. Os colaboradores podem produzir relatórios que orientam os negócios, além é claro, com a ajuda da tecnologia, entender os gargalos internos de uma empresa e oferecer soluções. Ou seja, saber escolher os melhores pode se tornar a diferença entre a vitória e a derrocada.

Saiba mais: https://www.rhportal.com.br/artigos-rh/o-impacto-da-tecnologia-da-informao-no-rh/ https://www.xerpa.com.br/blog/tecnologias-no-rh/ 

%d blogueiros gostam disto: