Data Storytelling: como simplificar dados com uma narrativa inovadora

Por Roberto Marcio

O Data Storytelling tem a função de estruturar a história e os conteúdos em uma trilha interessante para construir uma história bem simples e elucidativa sobre o funcionamento de dados em tempo real. A introdução de inovações em animações, somadas às informações obtidas em tempo real, torna esse mecanismo pra lá de eficiente. Desta forma, ter um bom storytelling é um pré-requisito para contar “boas histórias” no auxílio de tomada de decisões na empresa e essa novidade torna possível potencializar o engajamento da audiência e se comunicar de maneira mais eficiente – independentemente deste público ser de colaboradores, parceiros ou clientes.

O storytelling se movimenta dinamicamente, como se fosse em um vídeo. Então, você faz um filme da evolução do dado. Inclusive, circulou na internet um trabalho de Data Storytelling mostrando evolução de Covid-19, do início até recentemente. É, basicamente, tentar contar uma história através dos dados, com o uso de recursos visuais – dashboards animados – , onde já mostra a movimentação do ponto A até o ponto B, se transformando em um filme em relação à evolução dos dados; com a  animação, é possível contar uma história de maneira mais dinâmica.

Para uma compreensão do que é essa novidade, podemos dizer que, de forma literal, o termo data storytelling significa “contar história com dados”. Ele remete a um formato de apresentação em que as informações são incorporadas em histórias. Para, assim, ganharem um significado, serem melhor – e mais facilmente – entendidas e memorizadas. 

Amplamente usado nos Estados Unidos, a tecnologia tem caído no gosto cada vez maior de pessoas, por sua simplicidade e um roteiro agradável que muito se assemelha aos grandes telejornais. Esse é um processo resultante da análise de dados também pode ser feita dentro da empresa. Pode-se dizer, então, que o Data storytelling também é definido como histórias com base analítica. São narrativas que acabam transformando os dados em algo muito mais relevante do que aparentemente são.

Para os negócios, um bom recurso para ganhar atenção no mundo online

Fazer análises de dados é importante, mas a forma de apresentar essas análises é mais importante ainda. É preciso pensar na melhor forma de exposição dos dados, nas cores utilizadas e em como tornar o entendimento do interlocutor mais fácil. O data storytelling surge neste contexto e encontra ampla oportunidade de conexão junto aos usuários. Histórias emocionam, encantam, geram vínculos que dificilmente seriam desenvolvidos nas formas tradicionais de publicidade. 

Afinal, as pessoas são baseadas em emoção. Sabendo disso, que tal olhar com mais cuidado os dados para saber o que eles estão lhe contando? Para os negócios, o seu avanço já é considerável, a ponto de ganhar espaço na agenda de marketing digital, que através de um mix de ferramentas ajuda o empresário ou comerciante a ter resultados positivos. Só que as tomadas de decisão das empresas se baseiam e precisam de uma correta apresentação dos dados. Sozinhos, os dados não indicam nada. Por isso a necessidade de serem apresentados acompanhados de uma boa história, dentro de um contexto que traga sentido para a análise dos dados. Ter dados, mas não conseguir encaixá-los dentro da sua realidade, ou visualizá-los com clareza e legibilidade, nem extrair valor deles, é o que acontece com muitas empresas.  

Um exemplo prático de como pode ajudar nos negócios

Um recurso interessante é a automações condicionais, que também ajudam nessa parte de contar uma história com os dados. Para tê-los em pleno funcionamento, é preciso configurar o sistema para que ocorra uma determinada oscilação nos números, um alerta para algo que esteja acontecendo naquele momento. Automaticamente, o gráfico avisa sobre as mudanças e traz as alternativas de tomada de decisão. 

Por exemplo: condicionais em relação ao preço podem ser observadas a partir de um robô monitorando os preços na internet; a hora que você coloca uma condicional, o robô pode identificar que o concorrente está listando que aquele produto está fora de estoque. E se você tiver o produto em estoque, comanda uma automação para aumentar o preço em 5%, já que nenhum dos seus concorrentes tem a disposição. 

Contar boas histórias nos dá a condição de sair na frente nos negócios. O mesmo se aplica em grande parte para aqueles que buscam vencer no mercado online, promovendo seu produto diferenciado, impactante e de proporcionar boas experiências para seus clientes. O Storytelling é a sua ferramenta para superar os tempos difíceis e mostrar ao público tudo o que tem de bom a oferecer. 

Saiba mais: https://www.digitalhouse.com/br/blog/storytelling-com-dados https://grougp.com.br/blog/data-storytelling/ 

%d blogueiros gostam disto: