Porque a ‘Inteligência de Negócios’ é o Futuro ?

Por Daniel Câmara

Se procurarmos no dicionário, encontramos as seguintes definições para a palavra “Inteligência”:

  1. faculdade de conhecer, compreender e aprender.
  2. capacidade de compreender e resolver novos problemas e conflitos e de adaptar-se a novas situações.

Já a palavra “Negócio”, nos glossários da língua portuguesa significa:

1. Empreendimento comercial, industrial, financeiro.

Unindo ambos os termos surge a expressão “Inteligência de Negócios”,  que traduz literalmente o significado de suas palavras. Capacidade de conhecer, compreender, aprender e resolver problemas e conflitos no extenso mundo corporativo.

E o que seria inteligência de negócios na prática?

É perceptível que na sociedade atual o volume de informações que circulam todos os dias é imensurável, porém, essas são fundamentais para compreender o que ocorre no dia-a-dia de um mundo cada vez mais globalizado.

Essas informações precisam ser coletadas, monitoradas, organizadas e analisadas. O resultado desse conjunto de ações é utilizado para as tomadas de decisões estratégicas visando o desenvolvimento da companhia.

Para entender melhor é preciso fazer o caminho inverso, desmembrando essas informações e explicando cada uma delas.

– Informações internas: As primeiras informações que devem  ser coletadas são as internas, ou seja, dentro da própria empresa, sejam financeiras, histórico de vendas ou contratos entre outras.

–  Informações externas e de consumidores: São todas as informações que envolvem contexto econômico, tecnologias, público-alvo, tendências culturais e qualquer informação que possa influenciar de alguma forma empresa ou consumidor. Basicamente essas informações servem para identificar um possível público-alvo levando em consideração as tecnologias disponíveis e a situação econômica da área de atuação, além dos 4 “P’s” do marketing.

– Informações de concorrentes: Para saber como está posicionada no mercado, cada empresa precisa acompanhar de perto os seus concorrentes, saber de suas inovações e dificuldades, visando sempre não “ficar para trás”.

– Informações Gerais: Toda empresa precisa saber como está a situação política de seu país, pois, por exemplo, essa situação pode ser fundamental para investimentos estrangeiros na economia. O que impacta diretamente as empresas.

Todas essas informações, precisam ser coletadas e monitoradas de acordo com a necessidade de cada cliente. E o grande volume dessas informações estão presentes na mídia (Veículos de comunicação e redes sociais). Essa coleta e monitoramento são chamados de Clipping.

Após monitoradas essas informações são classificadas e transformadas em dados, que possam ser compreendidos e utilizados estrategicamente. Essa classificação também é conhecida como gestão de conteúdo.

Mas e a inteligência de negócios?

Todas essas informações são transformadas em dados brutos, em números, e a união de todos esses dados transformados em resultados. Esses resultados são chamados de “Business Intelligence”, em português significa inteligência de negócios. O Termo “Business Intelligence”, é utilizado na tecnologia da informação para denominar as ferramentas que unem todos esses dados e reportam esses dados para que possam ser facilmente compreendidos.

O Business Intelligence pode ser utilizado para “tratar” qualquer tipo de dados, em qualquer área ou ambiente. Como exemplo a Seleção da Alemanha de Futebol, que na Copa do Mundo de 2014, coletou dados de todas as 32 equipes da competição, monitorando táticas, resultados, estilos de jogo, entre outros dados referentes ao futebol e utilizou uma ferramenta de BI para unir esses dados e identificar os pontos forte e fracos de cada time, colhendo como resultado o tetracampeonato mundial de futebol.

Compreendendo melhor o Business Intelligence:

“Semelhante a estrutura de um relógio, uma empresa precisa que suas engrenagens estejam em perfeito funcionamento. E em ambos os casos o objetivo final é o mesmo, a hora certa. Na empresa cada engrenagem é representada pelos setores e departamentos, como Marketing, Financeiro, Investimentos e comunicação, por exemplo. Em uma companhia de sucesso é fundamental que a comunicação entre os setores seja clara e eficaz. Vamos imaginar um cenário onde o departamento de marketing faz todo o estudo necessário para identificar perfis de clientes e novas praças de negócios, então colhe todas essas informações e as transforma em dados. Simultaneamente, o departamento de comunicação está monitorando toda a mídia e armazenando dados sobre a exposição dos concorrentes e possíveis tendências. Enquanto isso o departamento financeiro negocia taxas, e isenções fiscais, assim como qualquer gasto que possa ser previsto e transformado em dados. Então chegamos ao setor de investimentos, que precisa de todas essas informações de forma rápida e clara, permitindo tomar as decisões na velocidade em que o mercado necessita. O Business Intelligence é o conceito de reunir todos esses dados citados em uma interseção onde podemos editar e comparar essas informações de uma forma personalizada traduzidas em tabelas e gráficos de fácil compreensão, podendo ser atualizados em tempo real, chamamos esse processo de Dashboard. As ferramentas de Dashboard permitem o acesso a todas as informações relevantes, na Hora Certa.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s