PDV X Mercado Digital – O porquê ser visto no mundo digital

por Jorge Goetttnauer

Desde 2008 com a falência do tradicional banco de investimento estadunidense Lehman Brothers, o Brasil vem sofrendo com o encolhimento da renda. Segundo artigo publicado em abril de 2017 do Centro de Estudos de Conjuntura e Política Econômica – IE/UNICAMP, a contração do PIB já é apontada como a pior do século XX para o país. Desde o ano de 2008 era totalmente desaconselhável investir em qualquer tipo de negócio, pelo seu risco ou pelo medo da maior crise financeira global das últimas décadas. Estamos em mais uma crise, agora, abarcada por um vírus que tem uma das maiores taxas de contágio desde a gripe espanhola e que impacta diretamente na econômica mundial, trazendo consigo, desemprego e falência de empresas.

Segundo o IBGE, a taxa atual do desemprego no país já afeta 12,85 milhões de brasileiros, isso só no primeiro trimestre do ano, porém há um setor de mercado que vem na contramão das crises e vem mostrando excelentes resultados, revolucionando e transformando a vida de pequenos e médios empreendedores e empresas. Esse modelo vem trazendo uma gama de acessibilidade e competitividade para seus usuários. Impulsionado pela democratização da internet e o fenômeno de popularização dos smartphones, o modelo de negócio vem fazendo com que os PDVs (Pontos de Venda), passem por uma transformação brusca.

É claro que esse mercado deixa inúmeras perguntas, como: Qual é esse novo modelo de negócio?  Quais as oportunidades que ele cria? Os seus desafios no atual momento que vivemos? Estou falando do Mercado digital, que vem reinventando diversos setores, desde indústrias até o pequeno comerciante, mas o quê é esse Mercado digital? Esse “novo” e promissor modelo está envolto na palma de nossas mãos. Tornou-se uma tendência termos cursos pela internet oferecendo uma alternativa segura para se estudar no seu próprio ritmo, as redes sociais se tornaram fonte de entretenimento, construindo uma grande rede de pessoas produzindo soluções à um clique de distância, a venda de vários produtos e serviços saíram do offline para o online. Tudo isso é o Mercado digital e inúmeros exemplos podem ser dados, Mercado Livre, UberEats, Ifood, OLX, entre outros. Por isso, esqueça a panfletagem na porta da loja, os cartões de visita, as promoções internas dentro do PDV, pois a chave para seu negócio ser visto no momento atual é, Transformação digital.

Mas afinal, por que começar agora a investir nesse novo modelo de mercado?

Vivemos atualmente sem as interações pessoais, com diversos tipos de negócios de portas fechadas, milhões estão dentro de suas casas se protegendo, tendo como distração TV’s, rádios e a internet. É nesse momento, que se faz mais necessário ter a visibilidade da sua marca/negócio para os seus clientes. Nesse momento se torna imprescindível estar dentro do mercado digital, porém, para se tornar visível nesse modelo à utilização de ferramentas e a contratação de empresas especializadas pode ser de suma importância para uma atuação mais eficaz, como a análise de dados da concorrência, comparativo de venda por meio de ferramenta especifica, um bom gerenciamento do e-mail marketing e a utilização de um ou mais profissionais para gerir seu marketing digital.

Os primeiros passos a se dar nesse novo estilo de negócio

Entender as novas ferramentas é primordial para obter bons resultados. A divulgação da marca, produtos e serviços através das redes sociais podem ser um ponto de entrada. Ter o monitoramento dessas mídias e o cruzamento de dados da concorrência através de relatórios de vendas personalizados mostrando onde se deve investir e posicionar seus esforços dentro da rede pode elevar os resultados e o caixa da sua empresa.

Esse monitoramento pode ser realizado de formas diferentes:

Monitoramento de preços e ofertas:

estrategias-digitais-300x169Com o conteúdo sobre o preço, taxa, prazos, condições de pagamento, quais os produtos e categorias disponíveis e validade de ofertas é possível se mapear toda a composição da estratégia comercial da concorrência. Com os dados são gerados relatórios, que podem ser entregues por meio de planilhas, gráficos comparativos ou Dashboards (painéis de interface gráfica com o usuário que oferece a visualização rápida de indicadores de desempenho). O monitoramento pode ser feito através de várias mídias como TVs, rádios, jornais, revistas, sites e redes sociais, tudo isso contendo filtros de análise de dados feitos por robôs ou por analistas de mercado.  

Monitoramento de redes sociais:

Há duas vertentes: A primeira é analisar o que a própria marca tem feito dentro do ambiente das redes, como; o que ela tem patrocinado; quantidade de reações obtidas, compartilhamento de terceiros e a reação do público perante a marca.

BLOG_monitoramento-de-redes-sociais-670x419A segunda opção é realizar o monitoramento, mas em relação aos seus concorrentes, podendo assim direcionar sua equipe de marketing onde seria a melhor aplicação de investimentos e ações junto ao público alvo.

O ambiente digital deixa algumas problemáticas, e cria um vácuo. Os relatórios e monitoramentos citados acabam com essas dúvidas direcionando sua marca, produto ou serviço balizado a margem de lucro e acompanhando promoções e ações do concorrente ou suas. Você tem que ter um mínimo de inteligência de mercado funcionando por de traz do seu pequeno ou médio negócio. Todo conceito de PDX, como fidelização, bom atendimento e conhecimento do produto não morrem dentro do mercado digital, eles se transformam e são aplicados de formas diferentes.

Toda análise desses dados abrem opções interessantes como a divulgação de promoções, folder digital e vídeos corporativos de ações. Todas essas novas possibilidades criam interação com seus clientes, abrindo um novo canal de atendimento e por que não, possíveis vendas. Cria-se aqui o leque de oportunidades para o momento de pandemia que estamos, seu negócio que não atuava com pós-venda pode criar canais para esse tipo de feedback e ganhar pontos com o consumidor, atraindo assim a atenção de outros. Não é uma opção estar fora dessa transformação digital.