Como o armazenamento em nuvem vem ganhando espaço na Pandemia

Por Roberto Marcio


Desde o início da pandemia do coronavírus, muitas empresas migraram seus serviços para as nuvens como uma forma de assegurar que suas informações estejam seguras e disponíveis para serem usadas a hora que desejar. São muitos os motivos para o crescimento de um mercado cloud que promete ser um dos mais prósperos na área da tecnologia para os próximos anos. Mas é importante salientar a observância à segurança. 

O preâmbulo acima para o artigo desta semana é para mostrar quanto o serviço está em alta na tecnologia da informação. Dados mais recentes dão um bom exemplo da importância e o aumento pelo interesse pelo cloud: De acordo com um levantamento realizado pela IDC, em 2019, mais de um terço das empresas respondentes adotam mais de 30 tipos de serviços em nuvem.

No entanto, atualmente, as estimativas receberam um salto. Para termos uma ideia, conforme dados da LogicMonitor, 87% dos gestores concordam que a pandemia acelerou a migração para a nuvem. Além disso, 74% dos entrevistados declararam que, até 2025, 95% de toda a carga de trabalho será desenvolvida na nuvem.

Infraestrutura, software e serviços na nuvem oferece a flexibilidade e o poder de processamento necessários para o sucesso dos negócios no novo mundo ditado pela transformação digital. Somado a isso tudo, outras ferramentas podem potencializar os resultados em inteligência competitiva, por exemplo, através do Machine Learning e às Inteligência Artificial. Afinal, uma das últimas tarefas de computação a ser sugada para a nuvem é a análise de dados e tudo ao alcance do usuário, especialmente nos tempos atuais em que o home office é adotado por boa parte das empresas brasileiras. 

Para falarmos no Machine Learning, enumeramos sete ferramentas que auxiliam a resolver as correlações e os sinais em seu conjunto de dados (Amazon SageMaker), Azure Machine Learning, IBM Watson Studio,  Databricks, BigML, DataRobot e Google Cloud Machine Learning Engine) . Imagine tantos dados limpos sendo integrados com diferentes tecnologias que propiciam um feedback rápido e claro para a empresa na melhor tomada de decisão? Como eu disse, na palma da mão aonde você estiver.  

Segundo Bruno Maia, diretor de inovação do SAS para América Latina, “estamos testemunhando o potencial da economia analítica, que tem na nuvem o seu maior impulsionador”. A edição virtual do SAS Global Forum 2020 foi um exemplo disso. Durante o evento, anunciou importantes alianças, atualizações e estratégias que reafirmam a visão da empresa de fortalecer suas ofertas em nuvem e acompanhar seus clientes em todas as etapas da transformação digital. Essa é uma tendência que será acompanhada pela concorrência – que pode ofertar ainda mais a melhora do serviço aos clientes com mais ferramentas analytics.

Esse poder poder de processamento e armazenamento, como processar dados em segundos, justamente na época difícil que vivemos atualmente, traz um diferencial competitivo para as empresas, a promessa de entrega de um resultado em que caiu no gosto de gestores. Além da Inteligência Artificial, a segurança é levada em consideração no que tange a relação do armazenamento de nuvem. Verificou-se que, mesmo na pandemia, os ataques dos hackers não diminuíram por causa da epidemia, mas esses criminosos virtuais estão cada vez mais atentos à mudança no comportamento da sociedade e, mais do que isso, se aproveitam das novidades da tecnologia para fazer mal uso delas. Portanto, você empresário ou gestor, fique atento a qualidade e a segurança no armazenamento em nuvem e aproveite o que tem de melhor a oferecer ao seu negócio.