Clipping: como o monitoramento pode auxiliar as empresas em tempos de pandemia

O clipping pode ser um aliado poderoso em sua empresa. Com o objetivo de monitorar tudo que se relaciona sobre seu negócio na mídia, ele fornece subsídios importantes para que seja acompanhado o que está sendo publicado a seu respeito, as boas e más notícias que podem impactar na estratégia de gestão empresarial. É um material rico que contribui a orientar linhas de trabalho. 

Fazer a medição da reputação do cliente, saber como ele é visto pelos outros através de dados estatísticos de sua imagem, é um dos objetivos do clipping. Traz de forma clara a reputação da sua empresa no mundo da informação, o que se fala, seus apoiadores, detratores e opiniões a respeito de um produto que tenha lançado. Todas as ações e/ou informações que ganham espaço na mídia tradicional (TV, rádio, jornal, revistas), online ou redes sociais, de maneira espontânea ou gerada, sempre terão um impacto a ser medido. 

Nesta vertente, está a dinâmica de como o monitoramento e a análise da repercussão podem trazer vantagens competitivas para uma companhia para tomada de decisão de forma assertiva, seja para uma estratégia de negócios, reposicionamento da marca ou gerenciamento de crise. Todavia, com as ferramentas certas, o trabalho se torna ainda mais eficiente com o uso de bots e IA auxiliando na transformação em keywords de buscas de interesse.

Saber como o mundo o vê faz toda a diferença

A contratação de uma agência especializada para fazer seu clipping é o primeiro passo a ser dado para dar o início a um trabalho de pesquisa para monitorar as relações de sua marca com a mídia. Tomar conhecimento como se dá a comunicação de concorrentes é uma etapa importante e de onde vêm e quem fala com os meios jornalísticos. Sim, o estudo sobre o cotidiano da imprensa local ajuda na formulação de uma estratégia de trabalho para ver sua marca estampada em meios editoriais que produzem muitos cliques e likes.  

Em suma, companhias que contratam empresas que fornecem o serviço de monitoramento e gestão da informação, querem averiguar o tom da sua marca no mercado através de métricas e indicadores, recebendo relatórios detalhados de como está a imagem e reputação de seu negócio na rede. 

Quer mais um bom argumento sobre o impacto que uma matéria ou reportagem produz na sociedade? Antes de tudo, a comunicação, quando bem estruturada, traz consigo vários aspectos positivos: credibilidade, transparência, informação rápida e precisa, visibilidade, entre outros. Porém, quando ocorre o contrário, uma crise, prejuízos de valor à uma marca podem ocorrer. Através do clipping:, é possível fazer um levantamento preciso do impacto na sua marca. 

Como podemos perceber, a comunicação é um processo essencial na convivência diária e pertinente às relações que nos permite criar, interpretar e compartilhar respostas. Desta forma, tornou-se extremamente importante monitorar, mensurar, qualificar e quantificar a visibilidade e/ou repercussão de determinado assunto na mídia. E é neste contexto que o clipping é uma ferramenta fundamental para uma organização. 

Estar atento ao que seu cliente necessita é imperativo. Hoje a busca por palavra-chave substitui os métodos mais antigos de coletar as informações publicadas nos jornais, áudios de rádios ou as gravações de televisão. As ferramentas estão aí para facilitar a vida de quem quer obter um termômetro do que sai na mídia, fundamental para ajudar na tomada de decisão.

É claro que qualquer um pode ter acesso a um clipping gratuito. O Google Alerts pode lhe dar um caminho, de acordo com o objetivo do cliente. Porém, ele lhe fornece um resultado apenas em números, sem uma curadoria capaz de analisar os dados apurados. Por isso, indiscutivelmente uma empresa pode e deve recorrer aos especialistas no assunto, agregando valor ao seu negócio. 

Em meio às atualizações constantes do mercado e a instantaneidade no consumo de informações, ter o apoio de uma empresa especializada em monitoramento e gestão da informação que faz entregas 24h por dia, principalmente em momentos de crise, é um diferencial competitivo na área de Comunicação, pois terão acesso à informação com agilidade para se posicionarem e defender a imagem da companhia e seus porta-vozes.

Um exemplo de como funciona para a assessoria de imprensa, é explicado nesse vídeo:

ou então nesse excelente documentário abaixo em que profissionais debatem sobre o contexto atual e passado o trabalho de monitoramento da informação :

Como funciona o trabalho de um clipping e como melhor usá-lo

Clipping, palavra que tem origem estrangeira e que traduzida do inglês para o português significa “recortes”, é o monitoramento constante de todo conteúdo que se tem interesse. 

Esta coleta de informações pode ser sobre uma marca, personalidade pública, concorrentes ou mercado de atuação, em que as informações estão expostas nos canais de comunicações, que incluem a mídia tradicional, online e redes sociais. E esse monitoramento é entregue em formato de newsletters personalizadas.

Como o clipping funciona e pode ajudar de forma competitiva? 

A mídia, artistas e digital influencers possuem a capacidade de influenciar na opinião de quem os assiste e acompanha. Desta forma, quando há um monitoramento para confecção de um clipping bem feito, ele pode trazer vantagens como: saber o que estão falando sobre a sua marca (estão inclusos os aspectos institucionais e produtos), saber se está envolvido em alguma Fake News, fofocas, ter a noção de como está o cenário que está inserido e ter conhecimento das movimentações dos seus concorrentes.

Com base no exposto sobre o monitoramento, chegamos ao cerne da questão: podemos ter diversos embasamentos nos negócios, como, por exemplo, aumentar a reputação, credibilidade e entender o ambiente de crise, quando se está envolvido, para contornar uma determinada situação.

Ambientes que podem ser feitos os monitoramentos

Para termos uma boa percepção da expressividade e visibilidade na mídia, é interessante que o monitoramento seja feito na mídia tradicional, online e redes sociais. Atualmente o foco de maior visibilidade está no digital, mas não podemos esquecer a mídia tradicional que ainda tem sua relevância.

Palavra-chave e o entendimento de seu funcionamento 

Para que o monitoramento seja feito de forma eficiente e eficaz em qualquer canal, é importante entender a dinâmica usada para que as capturas sejam feitas, que, normalmente, são feitas através do conjunto de palavras-chave associadas à níveis de validações que complementem a palavra principal, pois há nomes de empresas que podem ser comuns e, fazer o monitoramento apenas pela palavra principal, trará resultados que não são pertinentes para o que está proposto a entender no cenário.  

Veículos offline (jornais e revistas) e online (blogs e sites) 

Quando pensamos em veículos offline, logo associamos aos nomes de jornais que costumamos ouvir que são: O Globo, Estadão, Folha de São Paulo, Valor Econômico, O Dia, Extra e etc; além das relevantes revistas Veja, IstoÉ, IstoÉ Dinheiro, entre outras. As fontes citadas, que em alguns casos até podem ser tendenciosas, passam credibilidade e “conforto” aos seus leitores mais fiéis ao “papel”, que em tempos de Fake News, podem demonstrar resistência ao digital.

Normalmente, as publicações publicadas na versão impressa dos veículos, também são publicadas na versão online dos mesmos. Há casos em que a notícia é publicada no dia anterior e, no dia seguinte, a informação é divulgada no impresso. E ainda que seja a mesma publicação (texto e fotos) sem nenhum acréscimo de informação, também devemos considerar no Clipping, pois é considerado mais um resultado expressivo para o quantitativo de um relatório; ainda mais quando se trata da Grande Imprensa.

É válido destacar que o alcance (audiência) de um veículo online é muito superior ao alcance da mídia impressa. E o que contribui para essa afirmação é, principalmente, o acesso rápido que temos nos dias de hoje a partir dos dispositivos móveis com acesso à internet. Essas informações podem ser reafirmadas através do Mídia Kit dos veículos que disponibilizam as informações dos meios pelos quais seus sites são acessados.

Rádio e TV: mídia tradicional sobrevive às transformações 

O monitoramento da mídia eletrônica TV e Rádio é super importante também para o acompanhamento de repercussão. Mesmo em um momento tecnológico, em que tudo (ou quase) se baseia no digital, não podemos ignorar esta mídia.  No caso de uma exposição positiva, como: divulgação de eventos, registro de alguma ação e entrevista de um porta-voz, essas veiculações que têm grande visibilidade, serão consideradas como dados com alta representatividade, especialmente em programas de emissoras expressivas, pois o retorno de investimento é considerável. 

Redes Sociais  tem muitas vantagens 

É um canal de extrema relevância no momento, em que diversa empresas – em especial do setor de TI, moda, beleza, consumo e automotivo, investem para conquistar mais audiência, visibilidade, reforçar sua marca, conquistar novos clientes e até mesmo vender!

Neste ambiente podemos fazer a identificação de influenciadores apoiadores e/ou detratores, para descobrirmos quem seriam os maiores advogados da marca, ou ainda, quem são os #brandlovers.