Inovar e melhorar as vendas com as ferramentas certas da tecnologia imersiva

Por Roberto Marcio

Nesse período de caos e instabilidade econômica, as tecnologias imersivas vêm provando cada vez mais serem úteis em tempos de distanciamento social, já que temos muitas restrições para evitar mais ainda a propagação do vírus. E nesse cenário, ferramentas como a de Realidade Aumentada, Realidade Virtual e Realidade Mista têm feito parte da rotina de muitos lojistas para promover mais interatividade, proporcionar uma experiência inovadora e continuar lucrando. Tudo isso, claro, com a inteligência competitiva que ajuda a impulsionar os negócios.

Viveremos uma parceria ainda mais imersiva e profunda com as máquinas, impulsionadas pela assimilação de tecnologias emergentes como 5G, IA e Internet das Coisas. Os robôs se tornarão nossos parceiros na vida, melhorando nossas aptidões e habilidades. Eles estarão conectados em uma rede, para compartilhar novos conhecimentos, pensar em inovações em conjunto e acelerar o progresso em tempo real. O progresso tecnológico vai impactar, em um futuro próximo, a vida de todos nós de tal forma que hoje as empresas querem saber muito mais como o cliente terá essa experiência a medida que novas ferramentas são introduzidas em todos os aspectos da vida – desde uma simples compra online até complexas resoluções que introduzem novas metodologias em conquistar novos horizontes no mundo dos negócios.

No Brasil, segundo uma pesquisa levada a cabo pela  Future of Connected Living , que explora como as novas tecnologias transformarão nossas vidas até 2030, 92% dos líderes empresariais afirmam que devem utilizar novas tecnologias para antecipar as demandas dos clientes e gerenciar os recursos necessários para atendê-las; enquanto 95% deles acreditam que essas tecnologias vão melhorar a colaboração e o trabalho. Por outro lado, 82% destes mesmos executivos admitem que a transformação digital deveria ser mais ampla em suas organizações, abrangendo mais as operações e os negócios. Para tal, muitos consideram que as tecnologias imersivas podem se transformar em um aliado no aumento das vendas.

Num exercício de imaginação, o ciberespaço se tornará uma camada sobreposta à nossa realidade conforme nosso ambiente digital se estende para além das televisões, smartphones e outras telas. Portanto, segundo Bianca Borges e Rodrigo Terra, uma das várias maneiras que as tecnologias imersivas podem ajudar nos negócios é a sua simplificação no processo de aquisição ou de desfazer dos produtos.

“Essa significativa melhora na experiência de compra do consumidor, além de colaborar para que ele escolha o produto mais adequado às suas necessidades, também contribui para a redução do número de trocas e devoluções nas lojas online, por exemplo”. Numa ação mais complexa, os escritores especializados no tema vão um pouco além: “A tecnologia aponta para um mundo no qual o conteúdo torna-se mais relevante e eficaz que mensagens publicitárias, por isso, uma opção para as empresas é investir no desenvolvimento de conteúdos que não estejam relacionados com seus produtos ou serviços, mas com os valores nos quais a corporação acredita, construindo experiências imersivas sociais e conversacionais”.

Qualquer marca que quer digitalizar seu negócio e impulsionar sua imagem na internet, pode investir nas tecnologias imersivas. Além de oferecer melhor experiência para seu público, elas permitem realizar uma análise de métricas que ajuda entender o comportamento dos usuários ao fazer uso das soluções de Realidade Aumentada (AR). Nesse caso, os lojistas têm em mãos insights sobre o consumo de seus clientes, como por exemplo, o tempo gasto experimentando o produto A em comparação ao B, entre outras informações, e isso irá auxiliar na elaboração de ações personalizadas e cada vez mais assertivas. É uma experiência completamente nova para muitos empresários e consumidores. Com a mudança de comportamento no consumo nos últimos dias, muitas marcas buscam transpor seus negócios para o online não só para melhorar sua atuação, mas também para estar onde o seu público está. O mais bacana das tecnologias imersivas é que elas permitem interligar uma marca que atua no físico com o online, sem que um prejudique o outro. Esse é um marco que promete revolucionar a experiência do cliente e acelerar as vendas em um ambiente em que a transformação digital é uma realidade cada vez mais plausível nas empresas atualmente.