Por que o monitoramento de dados é importante para a indústria?

Por Roberto Marcio

Os números da indústria brasileira de março para cá trazem más notícias. A pandemia do coronavírus piorou a vida de setores mais atingidos como o de  serviços, com 258,5 mil (49,5%); comércio, com 192 mil (36,7%); construção, com 38,4 mil (7,4%); e indústria, com 33,7 mil (6,4%).  Para Eduardo L’Hotellier, fundador e CEO do GetNinjas, maior aplicativo de contratação de serviços da América Latina, o período de isolamento criou novos hábitos e necessidades. “O consumidor passou a buscar mais alternativas por serviços online, uma tendência voltada à conveniência de se ter produtos e serviços no conforto e segurança dos próprios lares”. Essa informação trazida por Eduardo, porém, é importante para reforçar a necessidade dos industriais do país a buscar no monitoramento de dados uma forma de garantir mais lucros, tomando boas decisões para superar a crise trazida pelo Covid-19.

Na indústria, faz tempo que existe um sistema de monitoramento, só que a prioridade é evitar desperdícios. Isso, por si só, já bastava. O processo de digitalização – cada vez mais uma realidade no campo econômico atual – da indústria precisa ser estendida até o marketing digital, porque a sobrevivência depende de vendas, bons contratos e um fluxo intenso de capital. 

Mas por que o monitoramento de dados é importante para ajudar nas vendas? Ter uma visão integrada das operações a serem realizadas no dia a dia numa fábrica é uma possibilidade que todo gestor precisa considerar atualmente. Afinal, os sistemas de monitoramento estão aí justamente para dar o status das máquinas em tempo real, acumular dados relativos à produção, fazer análises e estudos de tempo, além de outras funções importantes.

Ou seja, tudo aquilo acumulado pode servir de orientação para a produção ou remodelagem de um produto para atender ao público. Em outra aplicação, existe uma coleta de dados das redes sociais nas quais os consumidores estão comentando que preferem o produto em um formato diferente. Os responsáveis pelo planejamento da produção podem ter acesso aos dados da indústria como também os dados das mídias sociais para obter informações e ajustar as especificações da produção de forma ágil e pró ativa.

Portanto, ao tratar os dados de forma correta, será possível pensar em soluções concretas para ampliar suas vendas. Por isso, nunca foi tão imprescindível hoje em dia monitorar os dados, pois bilhões de pessoas postam coisas diariamente que dão uma direção para os negócios. 

  O marketing digital orienta para crescer cada vez mais no mundo virtual

Já mostramos resumidamente o quão importante é o monitoramento de dados como instrumento assertivo para ajudar na tomada de decisão. A estruturação disso tudo, porém, é o marketing digital que pode proporcionar. Mas por quê? Podemos considerar que o marketing digital na indústria vai muito além de captar novos clientes, fechar boas parcerias ou promover produtos e serviços. Aliás, para utilizar essa ferramenta com precisão, é fundamental pensar em todos os componentes relacionados a uma organização.

Podemos usar para a discussão as palavras do CEO do Getninjas, que está no primeiro parágrafo. Sobre o período da pandemia,  “O consumidor passou a buscar mais alternativas por serviços online, uma tendência voltada à conveniência de se ter produtos e serviços no conforto e segurança dos próprios lares”. A partir disso, a indústria pode modelar seu produto a medida que a transformação causada pelo coronavírus interfere no comportamento humano, fazendo-o adaptações para satisfazê-lo. Isto vai interferir em outras áreas da fábrica, pois ela se vê obrigada a promover as transformações necessárias para a competição num momento delicado, como o que a gente vive hoje.

Quando tudo passar a indústria voltará a ocupar novamente seu espaço de referência no campo econômico do país. Tanto é que ‌Beatriz‌ ‌Barros,‌ ‌Criadora‌ ‌de‌ ‌Conteúdo‌ ‌do‌ ‌‌Soluções‌ ‌Industriais‌, dá dicas importantes para as corporações voltarem a sorrir com decisões claras e vitoriosas:

Estratégias do marketing digital para a indústria

O marketing digital reúne uma série de opções para o modelo B2B. Entretanto, você pode acabar se perguntando: qual a estratégia ideal para o meu negócio? 

Por isso, separamos as cinco principais estratégias do marketing digital para a indústria. Podemos mencionar: 

  • Presença digital;
  • Técnicas de SEO;
  • Marketing de conteúdo;
  • Plataforma marketplace B2B.

1. Crie presença digital

A presença digital é um dos principais fatores para a construção do marketing na indústria. Por isso, para quem deseja adotar essa ferramenta, o primeiro passo é marcar presença nas redes sociais e criar um projeto de spda

Afinal, mesmo no meio corporativo, estar presente nas redes sociais pode ser o fator determinante para o sucesso. Nesse sentido, quando for elaborar as suas estratégias, identifique em qual canal o seu público-alvo interage. 

Depois disso, crie conteúdos relevantes, institucionais e outros posts informativos do modelo B2B. Além disso, é preciso engajar o usuário, ou seja, é necessário interagir nos comentários, fazer postagens frequentes e responder às dúvidas dos consumidores. 

2. Utilize técnicas de SEO

As técnicas de SEO são fundamentais para gerar um bom posicionamento nos mecanismos de buscas. Pensando nisso, o Search Engine Optimization reúne um conjunto de características focadas na criação e manutenção de uma página ou conteúdo.

Com a utilização da ferramenta correta, o seu site consegue alcançar um melhor ranqueamento no Google. Aliás, essa é uma das melhores formas para conseguir visibilidade e relevância no seu ramo de atuação. 

Além disso, vale ressaltar que com as técnicas de SEO você será facilmente encontrado, aumentando as chances de vendas e rentabilidade do seu negócio. 

3. Aposte em marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo é um dos princípios do marketing digital. Isso porque, por meio de conteúdos relevantes e informativos, sua marca alcança visibilidade e se torna uma especialista no assunto. 

Além do mais, o consumidor busca por informações antes de finalizar alguma compra e, por essa razão, é imprescindível mantê-lo informado e engajado com os conteúdos da sua marca. 

Vamos supor que você venda placas de sinalização para o segmento industrial. A ideia, nesse caso, é criar conteúdos relacionados a esses produtos, que despertem, principalmente, o interesse do leitor. 

4. Use uma plataforma marketplace B2B

Muita gente não sabe, mas, na verdade, para vender produtos online não é preciso criar um blog corporativo. Com a utilização de uma plataforma B2B, a sua marca consegue vender, promover e anunciar produtos de forma simples e prática. 

Aliás, uma plataforma marketplace é responsável por divulgar os seus produtos nas redes sociais, como o Facebook, Twitter e o Instagram. Em outras palavras, o seu negócio estará exposto em diversos meios digitais. 

Aposte no marketing digital

O marketing digital para a indústria contribui significativamente no seu crescimento contínuo e posicionamento de mercado. Afinal, as técnicas de SEO, o marketing de conteúdo e a plataforma marketplace são ótimas estratégias para uma organização. 

Por fim, chegou a hora de apostar no marketing digital e colocar a mão na massa. Adotando as estratégias mencionadas, você potencializa o sucesso do seu negócio!

Saiba mais:

https://blog.advantech.com/sites/iiot-br/2018/08/01/aquisicao-de-dados-de-maquinas/
https://agenciacarcara.com.br/marketing-digital-para-sa-industria-aumentar-as-vendas/
https://www.abdi.com.br/postagem/industria-4-0-pode-economizar-r-73-bilhoes-ao-ano-para-o-brasil