Advanced Analytics: o próximo nível do uso da Inteligência de Dados na sua empresa

Por Roberto Marcio

Um mar de dados abastece a rede a todo momento. Na definição de Vivaldo José Breternitz (professor e profissional independente na área de sistemas e tecnologia da informação), o volume aumentou, e começou-se a falar em data lakes (lagos de dados); é possível que logo apareçam outras expressões, como data oceans ou outros termos similares. Para termos uma ideia melhor acerca desses volumes, em 2011 o volume de dados armazenados pela humanidade era de 1,8 zetabytes. Hoje, já são mais 40 zetabytes. Para processar tudo isso, a Advanced Analytics – a Análise Avançada – é um dos recursos tecnológicos mais modernos que ajuda gestores e empresas a extrair o máximo de inteligência dos dados para elaborar planos estratégicos e vencer no mercado. 

A análise avançada é um termo abrangente para um grupo de métodos e ferramentas de alto nível que podem ajudá-lo a obter mais insights de seus dados. Os recursos preditivos de análises avançadas podem ser usados ​​para prever tendências, eventos e comportamentos. Isso dá às organizações a capacidade de realizar modelos estatísticos avançados, como cálculos hipotéticos, bem como de preparar vários aspectos de suas operações para o futuro.

Por envolver tantas disciplinas e ter uma aplicabilidade tão ampla, há vários casos de uso excelentes para análises avançadas. Os departamentos de marketing podem encontrar muito valor nessas ferramentas, já que grande parte de seu trabalho envolve a compreensão das preferências do consumidor e a decifração de como elas irão evoluir ou quais metas podem visar no futuro. Isso pode ajudar a planejar estratégias e campanhas com mais antecedência, com mais confiança e precisão.

Mas como minerar este recurso em meio a um mar de dados? Como Vivaldo José disse, é preciso muito trabalho para escolher, dentro da necessidade da empresa, o que pode ser útil ou não. Para termos uma ideia, um zetabyte corresponde a 1.180.591.620.717.411.303.424 (270) bytes – de forma muito simplificada, um byte, em sistemas convencionais, pode armazenar um dígito ou dois algarismos. Esse volume de dados corresponde a 57 vezes a quantidade de todos os grãos de areia de todas as praias da Terra.

A mineração de dados, um aspecto-chave da análise avançada, é um método automatizado que extrai informações úteis de grandes conjuntos de dados brutos. A análise de big data é usada para encontrar insights existentes e criar conexões entre pontos e conjuntos de dados, bem como dados de limpeza. A análise preditiva pode usar esses conjuntos limpos e percepções existentes para extrapolar e fazer previsões e projeções sobre atividades futuras, tendências e comportamentos do consumidor.

Em busca de insights mais profundos, uma ferramenta eficaz

Para compreendermos melhor do que se trata, vamos abordar didaticamente o tema. Como a análise avançada é o próximo nível do uso da Inteligência de Dados na sua empresa, se trata de um exame autônomo ou semi autônomo de dados ou conteúdo usando técnicas e ferramentas sofisticadas, geralmente além das tradicionais de business intelligence (BI), para descobrir insights mais profundos, fazer previsões ou gerar recomendações, segundo uma definição do Gartner.  

As técnicas analíticas avançadas incluem mineração de dados / texto, aprendizado de máquina, correspondência de padrões, previsão, visualização, análise semântica, análise de sentimento, análise de rede e cluster, estatística multivariada, análise de gráfico, simulação, processamento de eventos complexos e redes neurais.

E num mundo cada vez mais conectado, este serviço se torna cada vez mais necessário. Uma plataforma avançada de BI e analítica é uma ferramenta essencial para equipes simplificarem dados complexos em painéis fáceis de usar. É possível usar soluções analíticas avançadas para conectar dados díspares a fim de criar uma tela precisa das operações de sua empresa – em tempo real, com seu poder de processamento analítico incrivelmente rápido. Em seguida, você pode usar esses painéis e visualizações para fazer previsões confiáveis ​​e gerar insights de BI acionáveis ​​em um nível mais profundo.

De acordo com o Gartner, até 2021, é estimado que o Advanced Analytics, ou o monitoramento preditivo, como chamamos, vai atrair 40% das empresas em novos investimentos em analytics e inteligência de negócios. As ferramentas capazes de entregar soluções com potencial de utilizar dados e algoritmos para realizar previsões, otimizar e simular ambientes de negócio terão maior importância nos próximos anos. E você, vai ficar de fora dessa?

Saiba mais: https://www.gartner.com/en/information-technology/glossary/advanced-analytics, https://www.xerpa.com.br/blog/o-que-e-advanced-analytics/, https://analytics.google.com/analytics/academy/course/7