A Era do Petróleo será substituída pela Era dos Dados

Por Roberto Marcio

O petróleo movimentou o mundo nas últimas décadas, trazendo inovações que impactaram a vida da sociedade. O precioso combustível ainda tem sua relevância no cenário mundial e vai direcionar muitos negócios por um bom tempo. Porém, como a história nos mostra, impérios econômicos também desabam e a tecnologia deve se tornar a mola mestre das empresas no mundo. Aliás, me pergunto todos os dias se já não estamos sendo dominados pela “Era dos Dados”, o combustível principal para a elaboração de uma estratégia vencedora nos tempos atuais.




Para ganhar dinheiro com bons negócios, a previsibilidade é um ítem indispensável para o planejamento, que vai orientar o caminho a seguir. A Era dos Dados é uma realidade para qual a pandemia do novo coronavírus impulsionou tecnologias antes utilizadas somente por alguns setores da economia. Em um mundo de mudanças, a estratégia de evolução passou a considerar ferramentas tecnológicas como big data, DevOps, inteligência artificial, mobile, blockchain, etc.

Tecnologias emergentes vão turbinar a Era dos Dados.

Muitas empresas estão esperando há anos para finalmente colher os benefícios de seus investimentos em IA. A necessidade de responder à pandemia Covid-19 deu o impulso. Muitas indústrias aperfeiçoaram o seu gerenciamento de dados, operacionalizando e atualizando seus processos de produção e garantindo confiabilidade aos clientes. 

A IA deve predominar em 2021. A Retail Systems Research (RSR) – empresa de pesquisa do setor de varejo, publicou o resultado da Pesquisa Global de Varejo – Estudo da Cadeia de Suprimentos Integrada à Inteligência Artificial. A mesma foi realizada com 82 executivos seniores da indústria do varejo e revelou que 73% dos varejistas acreditam que a Inteligência Artificial (IA) e o Machine Learning podem agregar um valor significativo aos seus processos de previsão de demanda. Além disso, mais da metade afirma que pode melhorar outras oito capacidades críticas da cadeia de suprimentos. 

Sendo assim, a Inteligência Artificial deve continuar em alta. Em uma era cada vez mais digital, muitas empresas sofrem para acompanhar as transformações tecnológicas, cada vez mais rápidas. Essas revoluções, como a computação quântica e IA, estão acontecendo em média a cada cinco anos, tornando a vida da sociedade cada vez mais prática e, ao mesmo tempo, acelerada. 

Saiba mais: https://startupi.com.br/2019/05/dados-nao-sao-o-novo-petroleo/ https://canaltech.com.br/entretenimento/critica-a-era-dos-dados-netflix-169438/ 

%d blogueiros gostam disto: