Como a exploração de dados em texto com a Inteligência Artificial impacta nas empresas

Por Roberta Muller

Quando falamos em dados, qual a primeira coisa que vem à sua mente? Provavelmente a resposta deve ser “números”. Mas você sabia que, hoje, na internet, grande parte dos dados são, na verdade, textos ou arquivos que podem ser transcritos, como vídeos? Formatos não-estruturados, por exemplo, chegam a representar até 90% dos dados corporativos.

Mas será que a Inteligência Artificial já evoluiu tanto a ponto de entender a linguagem do ser humano?

A resposta é sim! E um dos modelos de IA usados para análise de textos é a NLP (Natural Language Processing) ou, na tradução: processamento de linguagem natural (PLN). 

E hoje vamos falar um pouco mais sobre ela. Continua aqui para entender o que é e como funciona a NLP.

Você sabe o que é NLP (Natural Language Processing)?

(4) O que é Processamento de Linguagem Natural (NLP)? | Leonardo Ribeiro – YouTube

A NLP (Natural Language Processing), de maneira simples, é a tecnologia usada para fazer computadores entenderem e comporem textos. É a capacidade de ajudar dispositivos tecnológicos a decifrarem a linguagem natural do ser humano. 

Podemos classificá-la como uma vertente da Inteligência Artificial, uma ponte entre a nossa linguagem e a máquina. 

Um exemplo é quando você começa a digitar qualquer coisa no Google e ele “adivinha” o que você está pensando e completa a frase automaticamente. Ou quando você conversa com a Siri, no Iphone. Esses são modelos de NLP.

A NLP serve tanto para analisar dados em texto, quanto também “criar” conversas. A aplicação mais comum está nos chatbots. Essa tecnologia é capaz de extrair informações e responder a questionamentos a partir do contato com usuários.

A seguir você pode entender melhor como funciona a Natural Language Processing e a Inteligência Artificial na análise de textos.

Qual a vantagem do uso da NLP e a Inteligência Artificial como todo nas empresas?

Não há como não ver vantagem em analisar dados de forma mais rápida e ainda automatizar tarefas com a ajuda da Inteligência Artificial. Mas você sabe como, exatamente, a NLP pode ajudar as empresas?

São inúmeras as vantagens para aumentar a produtividade de um negócio utilizando as máquinas. Os computadores são mais velozes do que o ser humano em ler e analisar palavras, por exemplo. 

Eles podem oferecer melhores experiências no atendimento ao cliente, reduzir custos de sua empresa e eliminar esforços manuais. 

A IA e a NLP podem ser utilizadas para:

  • • Documentos e contratos: encontrar erros e analisar cláusulas.
  • Identificar opiniões subjetivas: ou seja, a tecnologia pode ser usada para análise de sentimento a partir de opiniões comuns presentes nos textos. 
  • • Conversas com usuários: os chamados chatbots, programa utilizado para facilitar a comunicação com o cliente, também está entre as utilizações da NLP. É através dele que conseguimos, de forma automática, interpretar e interagir com os usuários de um site ou aplicativo, por exemplo. Os chatbots são considerados uma prévia do impacto que a NLP vai ter no futuro do marketing, com atuação no atendimento e na produção de conteúdo.
  • • Assistentes virtuais: os sistemas de inteligência artificial por comando de voz dos nossos smartphones, como a Siri, do Iphone, também são outro exemplo de NLP.
  • • Plataformas de busca online: como também vimos acima, o Google é um exemplo da utilização da NLP.

Como funciona a NLP?

Você já entendeu que a Inteligência Artificial consegue ler dados em textos e ainda é capaz até de criar interações com os usuários. Mas com uma língua tão complexa como a nossa, como as máquinas são capazes de decifrar o que estamos querendo dizer? 

Temos inúmeras palavras com diversos sentidos diferentes, por exemplo. Como colher, que você pode estar se referindo ao talher, ou ao verbo colher, de colher uma fruta.

E a tecnologia já avançou o suficiente para não só interpretar o sentido literal das frases, como também interpretar o contexto das conversas, analisar sentimentos e significados sintáticos e semânticos. 

Se você está em uma conversa com um assistente virtual dentro de um site, por exemplo, a primeira ação dele será descobrir a sua intenção por trás da mensagem: ele vai identificar se você quer fazer uma compra, tirar uma dúvida, pagar um boleto, etc. 

Então, para atuar, a NLP trabalha com dois conceitos básicos:

  • Intenção: necessidades e motivos que levam uma pessoa a mandar uma mensagem.
  • Entidade: parâmetro para a realização da ação.

Tecnicamente, a NLP funciona da seguinte forma: o primeiro passo é identificar a intenção e depois se preocupar com a entidade. Com base nesses dois conceitos, é construído um modelo de Inteligência Artificial. Feito isso, é formado o chamado “Motor de IA”, que utiliza o modelo e exemplos classificados manualmente para fazer a classificação de novas mensagens de forma automática. 

Na prática, o motor classifica um conjunto de mensagens, identificando as possíveis intenções a partir de uma mensagem, com um nível de confiança (que é o peso dado pelo motor) para cada uma, baseado nos exemplos previamente cadastrados. Então, ele faz uma classificação de mensagens que ele nunca viu, dá uma confiança, e retorna com um conjunto de entidades que ele conseguiu recuperar.

Essa tecnologia faz com que a máquina entenda, a partir de pré-processamentos que abstraem e estruturam a língua – deixando apenas o que é informação relevante -, a nossa maneira de falar e o que queremos dizer. 

Ela extrai dos textos uma representação estruturada e manipulável por algoritmos de classificação que identifica a parte mais significativa do texto. Outra etapa do processo é remover os chamados Stopwords, elementos do texto que normalmente têm “pouca informação” e não apresentam uma semântica significativa. A partir daí, uma das técnicas usadas é transformar o texto em uma representação numérica que vira a base do sistema. 

É claro que essa tecnologia ainda tem muito o que avançar para satisfazer as expectativas dos usuários, ou para compreender a nossa linguagem coloquial, com erros e falta de pontuação, ou ainda para atingir algo que as máquinas não são capazes de ter: a empatia. Mas a Inteligência Artificial tem avançado rapidamente e já é grande aliada para aproximar os clientes das empresas de forma mais personalizada.

Ela é vista como ferramenta fundamental no futuro do marketing, já que poderá ajudar não só na análise de texto, como também também em todo tipo de peça de mídia, como vídeos, músicas, jogos, inclusive nas questões criativas.

A Info4 é um exemplo de empresa que utiliza essa tecnologia para identificar possíveis oportunidades ou ameaças de negócio através da análise automática do texto nos conteúdos das diversas fontes. 

Podemos usar a IA para leitura e interpretação automática do texto em vários tipos distintos de conteúdos como: noticiário, redes sociais, processos legais e documentos técnicos.

Produzimos relatórios customizados para diversos fins que vão desde a identificação de leads qualificados B2B, melhoria do posicionamento estratégico de marca e seus porta-vozes, a análise de entidades com seus padrões de linguagem e sintaxe.

%d blogueiros gostam disto: