Saúde e beleza entram na era do marketplace: o que a tecnologia tem a ver com isso?

Vendas de produtos são sucesso na venda online

A comodidade proporcionada pela tecnologia chegou a dois modelos de negócios que faturam alto faz tempo: a saúde e a beleza. Essencial por um lado, vaidade do outro o segmento apresenta um grande crescimento nos últimos anos, indo no embalo da aceleração digital causada pela Covid-19. Hoje estão plenamente integradas às novas tecnologias que comandam as empresas de diferentes empreendimentos, entrando de cabeça na era do marketplace. E tenho um exemplo para explicar melhor como está mais fácil comprar remédios, shampoos e tudo mais.

Devido às mudanças ocasionadas pela pandemia nos hábitos de consumo do brasileiro, a digitalização das farmácias está em um momento de crescente expansão no país. Isso não é uma boa notícia? Certamente que sim. O Farmácias APP, aplicativo de vendas online de saúde e beleza, é um dos pioneiros do segmento do marketplace virtual e se baseia em dados para fazer as suas análises. Segundo uma pesquisa feita pelo aplicativo, houve um aumento de 553,30% no número de farmácias cadastradas no aplicativo este ano, em comparação com o período de janeiro a dezembro de 2020.

Há razões de sobra para o segmento estar mais feliz do que nunca. Além da volta do funcionamento pleno da economia estimularem as compras físicas, o segmento virtual segue bombando em vendas. A Social Miner fez um levantamento na época crítica da economia, no ano passado, e trouxe esse dado assustador: a representatividade das vendas na categoria Farmácia e Saúde saltou 429% se comparado a fevereiro a julho de 2020. Não é mais do que motivo para incrementar o negócio na rede virtual? A resposta é um sonoro simmmm. 

O sucesso do marketplace da saúde e da beleza é um sinal claro que o setor não vai abrir mão dos ganhos no mundo virtual. Atualmente, a Farmácia APp virou uma companhia que conta com mais de 1500 farmácias cadastradas no aplicativo. Por região, o Sudeste tem o maior número de lojas credenciadas, com 78% dos cadastros realizados na plataforma. O Sul aparece em segundo lugar com 11,5%, seguido do Centro-Oeste com 5,4%, Nordeste com 4,8%, e, por último, a região Norte com 0,3%. Vale destacar que a marca Farmácias APP está em crescente expansão desde o início do ano, e a expectativa é aumentar o número de farmácias credenciadas.

De acordo com a companhia, o varejo farmacêutico foi um dos setores que mais precisou correr para se adequar ao ambiente online, pois a grande maioria das farmácias ainda não estavam adaptadas digitalmente. Com isso, marketplaces e sem excluir as entregas delivery foram um excelente caminho de transição e um novo canal de vendas.

Há uma explicação lógica para o sucesso desse empreendimento? Vale destacar o outro ganho para as farmácias parceiras: é o auxílio prestado pela companhia, como o apoio de implementação e de produtos, assim como a disponibilização de materiais de PDV (ponto de venda) e comunicação online 100% grátis. Sem custos adicionais e com a plataforma já preparada para atender os consumidores, essa estratégia de expansão gerou um crescimento de 135,25% na receita da empresa.

É fato que o aumento tem reflexos de como a pandemia e o isolamento social impactam no comportamento do consumidor, que está cada vez mais inserido no ambiente digital. A facilidade com que ganhou mais clientes, o segmento usou estratégias digitais (e ainda utilizam) para garantir a preferência do cliente, sobretudo o smart pricing. A tecnologia deu uma mão e tanto para que a saúde e a beleza continuem vendendo mais, apesar da contração econômica global. 

Saiba mais: https://clinicarx.com.br/blog/como-aplicar-estrategias-de-marketing-digital-a-sua-farmacia/  https://www.freshlab.com.br/marketing-digital-para-farmacias/ 

%d blogueiros gostam disto: