Planejamento e tendências para o Big Data para 2022: novidades que vão tornar seu negócio mais rentável?

Rapidez na obtenção e o tratamento dos dados vão nortear a tecnologia num futuro próximo

A pandemia impulsionou os negócios online, obrigando as empresas a implementarem uma acelerada transformação digital. Desde então, surgiram novidades essenciais para que sua empresa desse um salto de qualidade na tomada de decisões, entre elas a implantação do Big Data e suas tecnologias que garantiram uma posição de destaque na retomada da vida no período chamado “Pós Pandemia”. O que esperar dele, então, para 2022? A previsão mais otimista diz claramente que a convergência de dados – uma das opções de um futuro já presente –  será uma das tônicas que irão beneficiar o mundo business.

A indústria tech reconhece o alto valor agregado pelo Big Data nas empresas e, por isso, prepara o terreno para inovações em 2022. 

Baseado no momento econômico global, a produção e o aperfeiçoamento dessa tecnologia de ajustará aos tempos atuais da economia, claro com olhos no futuro nem tão distante, até porque com a velocidade digital em resposta aos pedidos por soluções cada vez mais assertivas para os negócios, é quase impensável o que lá na frente nos aguarda.

O Big Data, segundo especialistas, terá um impulso na transformação e no oferecimento dos negócios para 2022. Isto porque, num mundo em constante transformação, a rapidez para aprimorar os dados requer ainda mais velocidade, praticidade e fácil de ser depurado. Não há tempo para perder. 

A situação atual das economias do mundo não é das melhores, pois a fatura da pandemia chega com força aos cofres públicos e causando estragos, como a inflação e cadência de produção e logística. 

A convergência construtiva – que traz os dados para uma tecnologia que traga resultados confiáveis e em tempo real – é uma das apostas para o ano que vem, já que o Big Data estará ainda no topo da preferência de CEO´s e engenheiros de dados. 

O analytics terá incorporação de inovações em que podemos prever que determinadas barreiras deverão ser eliminadas quando tiver que se encontrar com os dados; são dois aspectos em que muitas empresas são tratados separadamente num momento de planejamento e, no entanto, é recomendável que em vez de se colidirem se transformem em informações corretas para a tomada de decisão. 

Sendo assim, em que ramos de negócios a transformação do Big Data será o grande diferencial, sobretudo em um dos ramos mais importantes para engrenar um empreendimento nos tempos atuais: o marketing, o conjunto de soluções utilizadas pelas marcas devem contemplar ferramentas analíticas, de Big Data, até porque oferece múltiplas soluções do mercado, que acelera ainda mais essa integração de tecnologia com a empresa.  

O impacto da publicidade para o próximo ano na tomada de decisão será ainda maior,  sendo assim, obriga os gestores a encontrarem uma plataforma eficiente de Big Data. 

Criar inovações para que tragam melhores resultados é o que mais desejam os administradores, já que com dados corretos, bem depurados e mais limpos tudo fica mais fácil na hopra de decidir sobre um investimento, armazenamento de informações, gerenciamento interno, produção, imagem, produção, colaboradores, segurança e finanças.

Impactos que vão além da tomada de decisões: uso será cada vez maior independente da empresa

Afinal, qual é a pegada do Big Data nos dias de hoje? É trabalhar o mais próximo possível do tempo real , os dados trafegando num instante para ter uma sensação de streaming, tal qual é possível “strimar” e assistir ao vivo, também é possível adotar isso aos dados em tempo real para ter acesso imediato dele. 

A pluralidade de dados também chama a atenção. Em forma de vídeo, de imagem, PDF, fotos, interpretação, do Machine Learning…  O Big Data pode trabalhar com uma infinidade de dados e processar em grandes quantidades de dados, sendo possível cruzamento entre eles, transformando em indicadores confiáveis para a tomada de decisão.      

Pensando no ano que vem, me vem à cabeça o aprimoramento da tecnologia na colheita de dados, que respeitará a Lei Geral de Proteção de Dados e o que fazer com eles à medida que é necessário formular uma estratégia de negócios, por exemplo. 

O compliance está se tornando parte da cultura das empresas nos últimos anos e a tendência é a de crescer ainda mais nas próximas décadas. Já imaginou um software que produz isso e lança no Big Data para análise? Sem dúvida, tudo fica mais fácil na tomada de decisão.

O Big Data precisa armazenar as informações para, entre várias coisas, cruzar dados de operações de uma empresa. Por conta disso, a nuvem vai ganhar um destaque especial no âmbito da aceleração digital para que possa explorar seus recursos ao máximo e focar na otimização de custos ao migrar. 

E como aproveitar ao máximo as maravilhas das inovações trazidas para o Big Data? o uso, contudo, muitos talvez não consigam entender completamente o que isso representa para o futuro de seus negócios. 

Com agilidade, aproveitando tudo que se produz em dados na internet, o Big Data aumentará sua capacidade de dar respostas de gestores, CEO ́s e proprietários das empresas. A tomada de decisão será ainda mais inteligente e rápida.   

Com arquiteturas de dados conectadas e metadados, como automação de tarefas de rotina e não rotineiras por meio da aplicação de IA, a previsão é a de que 2022 seja o aliado preferencial dos negócios.

Saiba mais: https://www.totvs.com/blog/inovacoes/big-data/ https://santodigital.com.br/conheca-7-tendencias-para-analise-de-big-data-nas-organizacoes/ 

%d blogueiros gostam disto: